They never do the things that they wish that they could do so well

07jul08

Eu sou nojentinha. Odeio gente carente que fica passando mão no meu cabelo, que tem que ficar tocando em você, abrançando toda vez que vê, que cumprimenta com beijo. Odeio. Pode me chamar de chata. São mais de 2 décadas assim e já me chamaram de fria, insensível, metida. Nem me sinto ofendida. Não tenho sentimentos mesmo. Essa aproximação física comigo é para poucas e muito bem selecionadas pessoas. Tanto que sou capaz de ficar trancada em casa em aniversário só para não ter que cumprimentar certas pessoas. Explicado isso, imaginem como eu me senti com o que ocorreu hoje, indo para casa.

Bom, que tem homem campeão em cantada mal sucedida não é segredo. O problema é quando ele se toca que não vai ter sorte com o esquema furado e parte pra ignorância. E pior, Deus escolhe a dedo o cara mais escroto para dar um toque extra de criatividade.

Estava eu, com a mente em outra galáxia e fone nos ouvidos, saindo do metrô. Horário de pico é normal eu ficar irritada com as outras 50 pessoas educadas por tutora de etiqueta francesa querendo ocupar os mesmos 30 cm² que você. Subo as escadas rolantes e tudo bem. Mexo no cabelo e coloco para o lado.

De repente, sinto uma boca na minha nuca. Sim, um beijo! O tarado atrás de mim na escada rolante deu um beijo na minha nuca!

Eu: Tá louco?! O que você tá fazendo?
Imbecil: Você mostrou sua tatuagem. Achei que estava querendo que eu beijasse.
Eu: NÃO! SEU PORCO NOJENTO!

Que nojo! Saí correndo para casa. Não sabia se passava a mão no pescoço para “limpar”, mas aí ia ficar com a mão suja também… É-CA-TE! Nunca esfreguei tanto meu pescoço! Acho que a tatuagem está até meio apagada depois do banho! Sério, xaveco furado a gente ri depois, mas encostar… pior! Beijar sem autorização não dá!

Título: Golden touch, Razorlight



5 Responses to “They never do the things that they wish that they could do so well”

  1. Eca, que nojo!

    Mas tu é educadinha: eu metia a mão na cara do sujeito sem pensar duas vezes… Depois de rolar escada abaixo ele nunca mais ia pensar em beijar alguém sem autorização.

    Abraço

  2. 2 João

    Se eu fosse mulher, jogaria ele na linha do trem! kkk

  3. iiiiiiú! Peguei nojinho também! Como é que um louco desses aparece no teu dia, Vivs??? Que São Paulo não me reserve surpresas terríveis como esta.
    Tá, eu sei.. pode acontecer, né? Melhor me preparar carregando meu canivete suíço. rsrs

  4. 4 gabrielouback

    Um chute no saco, é o que ele merecia.

  5. 5 Vi

    Afe, eu metia o sarrafo nele, no ato.
    Só na bolsada!!

    Mas eu sou bem cinestésica com as pessoas.
    Beijo, abraço… Será que isso é carência?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: