When the lightning strikes

13jan08

Pois bem. A tempestade de sábado passado fez uma vítima fatal e que faz uma falta tremenda na minha família: o aquecedor a gás. Eis que fui tomar banho e a água não esquentava. O primeiro pensamento lógico que tive foi “o gás acabou”. Óbvio, já que o gás sempre acaba quando eu vou tomar banho. Não, o problema não era o gás. O aquecedor não agüentou as descargas elétricas e foi pro saco mesmo.

Lightning StormMaravilha, não?! O jeito foi tomar banho frio. Odeio! Pode estar um calor senegalês lá fora, mas banho de água fria não rola. A sorte é que São Pedro Bipolar fez o sol rachar a maior parte do dia e acabou esquentando (muito pouco) a água da caixa. Mesmo assim, passei frio o resto da noite por conta da experiência nada divertida que é tomar banho semi-congelante.

Como o problema do aquecedor foi sério (o bolso do meu pai que o diga), seriam 2 dias sem água quente até consertarem. Uma vez eu encaro, duas nem ferrando! A solução lógica foi comprar um chuverio elétrico. Em casa só o meu banheiro tem encanamento, fiação e sei lá mais o quê para esta instalação. Logo, meu box ganhou um chuveiro elétrico sem pressão. Foi dose lavar o cabelo com a quantidade de água que gotejava, mas é melhor do que banho frio!

O mais triste de tudo é que meu rádio do banheiro também queimou. Agora é tomar banho e fazer chapinha no silêncio.

Título: Lightning Strikes, Aerosmith

 



No Responses Yet to “When the lightning strikes”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: