The World Was A Mess But Her Hair Was Perfect

05jan08

E não é que 2008 começou mesmo? E que melhor evento para nos fazer voltar à realidade do que a labuta? E eu deveria ter voltado ao trabalho no dia 02. Mas não voltei. Tinha coisa mais importante para resolver: refazer meu reflexo!

Arrastei minha irmã até o cabeleireiro, afinal preciso de apoio moral nessas horas. Tudo bem que ela não é muito boa para essas coisas, mas era o que eu tinha disponível em casa. E outra, ela tinha que resolver o penteado dela para a formatura do ensino médio. É… a menininha está crescendo. Literalmente. Mas o assunto aqui é outro além da forma Botero de ser.

Salão vazio, clima agradável de ar condicionado em dia quente, barulho ensurdecedor de secadores de cabelo quase 0. Quer coisa melhor?! Só massagem depois de lavarem meu cabelo cuidadosa e sistematicamente. Mas a parte boa, só depois da dolorida. O processo começa com a inserção da linda touca branca de formato duvidoso na cabeça. Quando me olhava no espelho, tudo que vinha à mente era a imagem daquelas fantasias ridículas de camisinha. Odeio festas à fantasia. Nunca terminam bem. Depois, sobre a touca branca de látex usada para segurar o cabelo, uma de plástico transparente, cheia de furinhos. Aquele negócio puxa sua testa, tampa os olhos e te deixa com a sensação de que todos estão rindo da sua cara deformada pelo plástico. Aí vem o tec-tec do grampeador grampeando o excesso, deixando a touca colada na sua cabeça. Pronto! Um Hellraiser com grampos no lugar de pregos! Chega a ser impressionante as coisas ridículas e pouco atrativas que as mulheres têm que passar para ficarem bonitas.

A parte realmente ruim estava prestes a começar. Primeiro, retirar a touca/fantasia de camisinha. Um mega puxão e, com muita dificuldade, ela sai. Parece que te arrancam o couro cabeludo inteiro. Agora a cabeleireira poderia começar a verdadeira tortura. Ela abre uma gaveta e pega um estojinho. Dentro, enrolados cuidadosamente por papéis e paninhos para proteger, várias “agulhas de crochê”. Pontudas. Estava cara a cara com minha carrasca e seus objetos de tortura.

Nos próximos 5 ou 10 minutos (ou 10 horas, não estava mais aguentando!) as agulhas passavam pelos furinhos da touca e só paravam quando atingiam minha cabeça. E os pequenos ganchinhos em suas pontas agarravam alguns fios de cabelo e iam puxando-os até estarem todos livres da redoma de plástico que os envolvia. Ok, ok. Não precisa de tanto drama. Depilação é incomparavelmente pior, mas mesmo assim, dói.

Reflexo Round 2Os 180 minutos seguintes foram um teste de paciência. Já com a tinta no cabelo (dessa vez mais clara), devorei umas 3 Vogues. Nunca li tantas matérias, de uma mesma revista, numa tacada só. De vez em quando eu dava uma olhada nos fios. Cada vez mais claros… Quando finalmente achei que já bastava, quando eu não aguentava mais ficar sentada em frente ao espelho, tive uma decepção enorme. Queria ter gravado minha reação quando, em vez de ouvir “Vamos lavar?”, eu escuto um “Vamos pro aquecedor?” (ou forno, tostadeira de orelha, sauna pra cabelo… não sei o nome daquilo). Precisa mesmo?

Mais uns minutos de castigo. E agora com um diferencial. Um donut giratório gigante que esquentava minhas orelhas. A tortura não acabava! Sou a pessoa mais impaciente do universo! Adoro ir no cabeleireiro, mas odeio ter que esperar a química fazer efeito. Mas a espera foi merecida. Quando for trilhardária, nunca mais vou lavar minha própria cabeça. Vou contratar uma pessoa para fazer isso. Como é bom! E ainda tenho direito a massagem nas costas depois! Adoro!

Hora de verificar o resultado. Os segundos de suspense pairam no ar momentos antes de tiraram a toalha da cabeça. Voilá! Agora sim posso dizer que fiz reflexos! Aquele escovão básico e essencial. Sim, tenho cabelo liso. Não, não sou satisfeita com o efeito liso natural que eles se auto promovem. Eu faço chapinha antes de sair de casa!!!

Reflexo round 2 aprovado. Vamos ver quanto tempo vai levar para ficar loira.

Título: The World Was A Mess But His Hair Was Perfect, Rakes



One Response to “The World Was A Mess But Her Hair Was Perfect”

  1. gosto muito das coisas que escreve!
    acho no mínimo divertido! =)

    bjs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: